empresario fazendo uma checklist financeira

Checklist financeira para franquias: conferindo o capital necessário para investir

Abrir uma franquia é uma possibilidade de investimento acessível para empreendedores iniciantes. Mas mesmo optando por empreendimentos mais baratos, é preciso planejamento na hora de buscar a rede ideal e aplicar dinheiro. Uma checklist financeira pode ajudar a selecionar boas alternativas.

Continue a leitura para saber como fazê-la antes de começar seu planejamento para abrir uma franquia!

A importância de uma checklist financeira

Antes de empreender, é preciso preparo. Mais do que vocação, quem investe em um negócio precisa ter organização financeira. Abrir um empreendimento não é brincadeira. Engana-se quem pensa que a tarefa se torna muito mais fácil no franchising. 

Embora as franquias sejam uma opção mais segura por proporcionarem um modelo de negócio que já foi testado, as unidades demandam tanto cuidado administrativo quanto um projeto próprio.

jovem empresário colocando uma placa de "aberto" na entrada da sua loja

Tendo uma boa noção da quantidade necessária de capital para investir e manter determinada franquia, é possível conferir se a escolha é viável financeiramente. 

Para isso, existem ferramentas que podem auxiliar o empreendedor a verificar quais valores que serão destinados à gestão do negócio. Uma delas é a checklist – que em tradução livre significa “lista de checagem – financeira. 

Organizada em tópicos, a checklist financeira torna mais clara a visualização das atividade que devem ser feitas em prol de determinado objetivo.

O que analisar em uma checklist financeira para franquias

O objetivo da checklist financeira é claro: conferir se o empreendedor possui o capital necessário para investir na rede desejada. Logo, a lista deve abordar alguns tópicos essenciais para que o investimento saia do papel e se mantenha no mercado.

A partir deles, entram as especificidades de cada empresa. Essas devem ser compreendidas no processo seletivo dos franqueados, juntamente com o franqueador e com consulta à Circular de Oferta de Franquia (COF) – documento que apresenta o modelo do negócio. 

1. Valores de investimento para instalação da unidade

Primeiramente, entram as demandas estruturais para a criação da nova unidade. Da estrutura da loja em si à escolha de um ponto comercial: todos os investimentos para a inauguração do negócio devem partir do capital do franqueado.

2. Valores para o pagamento de taxas determinadas no contrato de franquia

A saber, a gestão de uma franquia é determinada por contrato e nele constam taxas a serem pagas ao franqueador. Entra elas está a taxa de franquia, a qual concede o direito de uso da marca ao investidor.

3. Valores estimados de capital de giro para manter o funcionamento da loja

Além disso, investir em um negócio não é só providenciar sua inauguração. É preciso também primar por sua manutenção durante seus primeiros meses. Por isso, é indispensável separar determinada quantia de dinheiro em caixa.

Sendo assim, esse será o capital de giro que vai garantir o funcionamento da loja enquanto não há retorno sob o investimento realizado. O franqueado deve aplicá-lo no pagamento de todas as contas que envolvem as atividades da unidade. Como por exemplo, o salário dos funcionários e a compra de matérias-primas com fornecedores.

Dicas para investidores iniciantes

  • Existem os mais variados modelos para se investir no mercado de franchising. Alguns, demandam menos capital. As chamadas microfranquias requerem estruturas menores de lojas, como quiosques, food trucks ou até mesmo estruturas feitas em casa. O formato “home-based” é uma tendência emergente no mercado. Procure e encontre opções por menos de R$10 mil para a instalação da unidade da marca.
duas mulheres comprando burritos em um food truck
  • Se existe interesse em determinadas franqueadoras, que tal procurar empreendedores que já trabalham como franqueados dessas marcas? Bater um papo sobre as demandas financeiras da empresa e sobre os maiores obstáculos na gestão da loja são atitudes extremamente úteis para que haja uma preparação maior antes de investir.
jovem empresário recebendo dicas de um empresário mais velho
  • Durante o processo seletivo de franqueados, os candidatos serão avaliados financeiramente. O que pode ser feito é a elaboração de uma checklist juntamente com a franqueadora, em comparação com as especificações da COF. Esse é o momento de alinhar informações e sanar dúvidas. Até o momento da assinatura do contrato de franquia, é possível mudar de ideia e optar por outra empresa, caso o investidor sinta que seu poder financeiro não está adequado para a rede em questão.

Por que fazer uma checklist financeira

A utilização de checklist financeira nos momentos que precedem a realização de um investimento pode ser decisiva para o futuro do empreendedor. Com o diagnóstico do que está faltando, é possível pensar com mais propriedade sobre as escolhas a serem feitas.

Afinal, ninguém quer investir em um negócio sem ter a capacidade de mantê-lo. Por esse motivo, a organização financeira é primordial para que o interessado em empreender trilhe os melhores caminhos para si e cresça com sucesso.

Este conteúdo foi desenvolvido pela Central do Franqueado, uma plataforma para franquias completa, dinâmica e fácil de usar. Para ler mais conteúdos sobre franchising, conheça o blog da Central do Franqueado.