falta de planejamento nas indústrias

10 problemas na indústria causados pela falta de planejamento estratégico

Você já parou para pensar no impacto da falta de planejamento estratégico nas indústrias? Esse processo que dá sentido estratégico e previsibilidade às ações industriais pode acabar evitando muitos problemas, acredite. 

Por isso, resolvemos listar 10 problemas causados pela falta de planejamento estratégico para dar uma dimensão maior da sua importância. Continue a leitura para saber: 

  • o que é planejamento estratégico;
  • problemas causados pela falta de planejamento.

Mas afinal, o que é planejamento estratégico? 

Não cansamos de falar aqui no blog do Scopi sobre planejamento estratégico. Esse processo sistêmico visa desenhar um plano de ações, pelo qual uma indústria deve seguir e executar para alcançar um objetivo estratégico valioso. 

Ou seja, ele é o caminho para transformar sonhos em realidade. Através de uma análise do cenário atual da indústria, defini-se os objetivos estratégicos que irão nortear o planejamento. Vale lembrar que o planejamento pode ter períodos variados, podendo ser semestral, anual ou até mais extenso. O importante é que fique claro que ele não é um processo engessado e que pode ser alterado a qualquer momento. 

Logo após a definição dos objetivos estratégicos, são definidos os KPIs que irão mensurar o desempenho das ações planejadas. Esses indicadores-chave de desempenho são combinações de diferentes métricas relativas às ações planejadas, que podem ser apresentadas em número ou percentual. 

A partir do acompanhamento desses dados é possível mensurar se o planejamento está sendo executados e se existem melhorias que podem ser feitas ao longo do caminho, não apenas ao fim do plano de ações. 

Equipe fazendo o planejamento estratégico

Por fim, é feito do detalhamento de todos os projetos necessários para alcançar os objetivos estratégicos da indústria. Assim como são desenhados os processos internos que darão suporte ao planejamento.

Com todos esses passos dados, você deve estar pensando que é o suficiente para pôr o planejamento estratégico de uma indústria em prática, não é mesmo? Em um mundo ideal, talvez sim. Mas a realidade é que a execução do planejamento é um grande desafio. 

A necessidade de um líder estratégico se faz essencial para garantir que a equipe irá engajar nas metas. Além disso, ter as ferramentas certas para dar apoio, também ajuda e muito na organização, execução e acompanhamento do planejamento. 

Atualmente, com a transformação digital ficou mais fácil planejar. Software de planejamento estratégico como o Scopi, reúnem em um só lugar todas as ferramentas necessárias para criar, executar e acompanhar as ações em tempo real. 

Contudo, criar e executar o planejamento estratégico de uma indústria além de ser a chave para o crescimento previsível, pode evitar diversos problemas. E é isso que vamos ver na sequência! 

→ Quer criar o planejamento estratégico da sua empresa hoje mesmo? Baixe agora nosso e-book gratuito Planejamento Estratégico em 40 horas! 

Problemas causados pela falta de planejamento

A falta de planejamento estratégico afeta a indústria como um todo. Listamos abaixo dez situações que a execução de um planejamento eficaz podem evitar. Confira!

1. Redução do grau de assertividade estratégica

A criação de um planejamento estratégico faz com que as ações de uma indústria sejam mais assertivas. Uma vez que se sabe qual objetivo deseja atingir, a priorização das ações acontece de forma consciente, focando no que vai deixar a empresa mais próxima do seu grande objetivo. 

Indústrias que não planejam suas ações, acabam produzindo de forma reativa às demandas que aparecem. Isso torna a operação menos inteligente, fazendo com que a capacidade produtiva caia e os esforços para um crescimento sejam maiores. 

2. Falta de previsibilidade de riscos

O planejamento incentiva a análise estratégica constante do ambiente interno da indústria e de aspectos do mercado que podem impactar o desempenho do negócio. Além de também identificar possíveis oportunidades de crescimento. 

Ou seja, mais uma vez as indústrias que não se planejam acabam sendo reativas aos próprios problemas internos e aos impactos do mercado, sejam eles positivos ou negativos. Quando o planejamento estratégico de uma indústria é executado com eficácia, os problemas são antecipados e corrigidos e as oportunidades são transformadas em vantagens competitiva. 

3. Falta de estratégia em vendas

Em síntese, as indústrias tendem a serem focadas em produção. Como já comentamos, a falta de planejamento estratégico tende a tornar as empresas reativas, inclusive quando o assunto é vendas. 

Isto é, o ramo B2B não é conhecido por seus grandes investimentos em marketing ou vendas. Com a execução do planejamento estratégico essa realidade pode ser mudada durante a construção do plano de ação. 

Ou seja, para ter mais controle da área comercial, as estratégias em vendas devem fazer parte dos objetivos estratégicos do planejamento, orientando as equipes a tomarem decisões mais conscientes e assertivas. 

4. Longos processos de produção

De fato, as indústrias são conhecidas por seus longos processos de produção. Por ser uma afirmação aceita quase que por consenso coletivo, poucas se questionam o que é possível fazer para reduzir esses processos. 

Por fazerem parte do planejamento estratégico, os processos são constantemente analisados e otimizados, visando corrigir erros para entregar resultados com uma performance cada vez maior

Em resumo, indústrias que investem em planejamento estratégico estão mais atentas aos seus processos internos, podem identificar problemas, estudar melhorias e pensar em inovações de forma mais rápida. 

5. Pouco controle de estoque

Em resumo, o controle de estoque faz o registro do fluxo de tudo que entra em sai da indústria. Ele é importante para se ter um histórico detalhado, identificando produtos até mesmo por suas características. 

Para indústrias sem planejamento, a importância do controle de estoque fica resumida apenas a isso: estoque. Porém, através do controle detalhado é possível identificar sazonalidades, falhas de produção, quedas nas vendas, entre outros fatores

Nesse sentido, o controle do estoque tem um impacto direto no planejamento estratégico de uma indústria ao ser um importante indicativo de que algo não vai bem na produção ou nas vendas, o que resultará em um impacto no crescimento. 

6. Deficiências na qualidade

Controle de qualidade é um assunto que tira o sono de qualquer gestor, principalmente nas indústrias. Diretamente ligado a qualidade dos produtos entregues, é um processo de difícil mensuração, uma vez que problemas em diversos setores podem impactar na eficiência produtiva. 

Afinal, as falhas de qualidade podem começar antes mesmo de sua produção. Quase todos os setores de uma indústria estão envolvidos com a produção, então como garantir esse controle?

Por isso o planejamento se faz tão importante. Indústrias que investem em planejamento costumam documentar e acompanhar todos as etapas do processo produtivo. Dessa forma, se algo não está sendo entregue como deveria, há diversos registros e dados disponíveis para analisar em qual etapa devem ser feitas melhorias. 

7. Custos elevados

Os custos de uma indústria podem ser impactados pelo planejamento estratégico de duas formas. Em primeiro lugar, através do acompanhamento constante dos resultados, que ajuda a identificar possíveis melhorias antes de um projeto chegar ao fim, impedindo que erros fatais acabem trazendo prejuízo à indústria. 

Em segundo lugar, através do planejamento de ações focadas na redução de custos ou aumento dos lucros. Elas podem ter como objetivo otimizar processos já identificados como causadores de prejuízo ou, desenvolver ações que visem proporcionar um aumento dos rendimentos em diversos setores da indústria. 

8. Baixa produtividade

falamos aqui sobre os impactos do planejamento na produtividade no trabalho. Mas vale sempre lembrar que equipes que sabem onde precisam chegar são mais produtivas, pois perdem menos tempo com ações sem objetivo

Sendo a produtividade um fator de extrema importância para as indústrias, ter um planejamento estratégico garante mais foco aos colaboradores envolvidos no processo, tornando o trabalho mais estratégico.

Além disso, não podemos esquecer que o aumento da produtividade tem um impacto enorme no bem-estar das profissionais. Ao saber como suas atividades se conectam com os objetivos da empresa, o senso de pertencimento e propósito aumenta, fazendo com que todos se sintam mais valorizados. 

Equipe controlando a produção de uma indústria

9. Falta de alinhamento entre as áreas

Outro ponto que a falta de planejamento estratégico traz às indústrias é o pouco alinhamento entre os setores que compõem a empresa. Podemos imaginar que os objetivos de um negócio são como um quebra-cabeça, cada setor é responsável por uma peça e juntos dão ordem e sentido à totalidade daquela meta. 

Só pra exemplificar, imagine que o setor de marketing, vendas e produção de um indústria não dialoguem entre si. Com base em relatórios de anos anteriores, o time de marketing pode desenhar toda uma campanha focada em um produto x. 

Porém, no ano em questão, o time de vendas junto com o setor de produção identificou uma queda inesperada nas vendas do produto x e resolveram então, diminuir a produção do mesmo, sem comunicar os outros setores. Olhando para esse cenário, você consegue imaginar a confusão que estaria prestes a acontecer?

Ou seja, podemos perceber que a existência de um planejamento estratégico faz com que todos os setores entendam que estão em busca de um mesmo objetivo. Esse pensamento irá estimular o trabalho de forma colaborativa e, sempre que algo fora do comum acontecer em um setor, esse time irá se questionar como isso impacta nas metas globais da empresa e irá compartilhar com todos os envolvidos. 

10. Controle capacidade produtiva 

A capacidade produtiva de uma indústria mensura quanto a empresa é capaz de entregar, com os ativos disponíveis em um período de tempo determinado. Mas como controlar esse indicador?

Anteriormente, falamos sobre questões como qualidade, controle de estoque, produtividade, processos de produção e, de fato, todos esses aspectos influenciam na capacidade produtiva de uma indústria. 

Ou seja, investir em planejamento estratégico para indústrias é garantir que fatores que impactam a capacidade produtiva da sua operação estejam em constante avaliação para possíveis melhorias contínuas.  

Quando uma indústria entende todos os aspectos de sua operação e sabe que qualquer falha pode afetar sua cadeira produtiva, esses problemas tendem a ser reduzidos ao máximo possível. 

Benefícios do planejamento estratégico para indústrias

Se fossemos tentar resumir em uma única palavra como o planejamento estratégico evita todos os problemas citados ao longo deste artigo, essa palavra seria controle. Uma indústria que entende a importância do planejamento estratégico entende que é preciso controlar todos os aspectos de sua operação. 

Ao passo que uma indústria possui diversos processos, setores e atividades a serem desenvolvidas diariamente, apenas a administração estratégica dessas ações trará previsibilidade e crescimento desejado. 

Dessa forma, é possível gerir todos os ativos disponíveis para alcançar aqueles objetivos estratégico ao longo desse conteúdo. Aqueles se fazem sentido para o cenário atual da indústria e trarão resultados que farão a diferença em um mercado altamente competitivo. 

Por fim, vale ressaltar que os benefícios do planejamento estratégico para as indústrias também contribuem com:

  • melhoria na comunicação; 
  • maior durabilidade do negócio; 
  • assertividades das decisões estratégicas; 
  • fomento da cultura de resultados;
  • bem-estar e motivação de todos os envolvidos no processo.

Enfim, essa lista é interminável, mas acreditamos que você já está convencido de sua importância, não é mesmo?

Em resumo, o planejamento estratégico é um processos sistêmico que fornece uma direção estratégica para que as indústrias atinjam seus objetivos. Apresentamos aqui, alguns problemas mais comuns enfrentados por aquelas empresas que insistem em negar a importância deste processo. 

Mas vale lembrar que, cada indústria tem suas particularidades e que não é preciso esperar pelos problemas para começar a planejar ações de forma estratégica agora mesmo. Antecipe-se às oportunidades e cresça ainda mais!