Equipe realizando o planejamento estratégico de uma empresa

Planejamento estratégico de uma empresa: como fazer?

O planejamento estratégico de uma empresa é muito importante para guiar os gestores e colaboradores sobre todos os passos que o negócio deve seguir. Aliás, trata-se de um processo contínuo que leva em consideração inúmeras informações relacionadas ao negócio.

De acordo com o SEBRAE, 60% das empresas fecham as portas nos primeiros 5 anos. Muitas delas por falta de planejamento. Além de ter ideias, encontrar um ponto comercial e conhecer os custos, planejar o futuro da empresa é essencial. Aprenda a seguir como elaborar o planejamento estratégico.

A importância do planejamento estratégico de uma empresa

Toda organização precisa de um planejamento estratégico. Aliás, não importa o tamanho da empresa, o que muda é apenas o modelo e a complexidade do plano. Com o crescimento da organização e o desenvolvimento do negócio em si, é necessário um planejamento para que todos os passos sejam direcionados ao caminho certo.

Em síntese, é no planejamento que se definem:

  • Objetivos da empresa;
  • Metas;
  • Onde ela quer chegar.

E, por isso, é crucial que seja bem feito e bem pensado, para garantir que a execução leve para onde realmente foi planejado.

equipe pensando no planejamento estratégico

Falta de conhecimento sobre a empresa é um desafio

Um dos maiores desafios dos gestores é saber de forma precisa quais os pontos fortes e fracos do negócio e quais áreas devem receber maior investimento. Entretanto, muitos executivos pulam etapas importantes nas ações empresariais, como por exemplo: deixar de acompanhar o faturamento mensal ou verificar o fluxo de compras pelos clientes.

Certamente, essa falta de acompanhamento, pode resultar no desconhecimento das atuações da empresa. Do mesmo modo, o foco dos setores ou ideais que possam ser compatíveis com o momento acabam sendo dificultados sem um plano de ação traçado.

Investimentos com melhor direcionamento

Outro grande desafio é entender se as verbas estão sendo direcionadas para a área que realmente trazem resultados para a empresa. Certamente, sem mensurar as ações é impossível determinar se os investimentos estão voltados para setores que são prioridades nos momentos adequados.

Assim, ao invés de equilibrar os números ou focar em setores estratégicos, a empresa cria maior distanciamento entre o resultado ideal e o momento em si. Por exemplo, quando a empresa foca em determinado produto sem embasamento mercadológico, certamente, pode estar direcionando muito esforço em um setor que possui margem baixa.

Em suma, o planejamento estratégico de uma empresa é a chave de sucesso do negócio. Aliás, ele permite determinar onde se deve investir mais tempo, capital humano e dinheiro. Neste conceito, os objetivos do negócio são alinhados com a equipe e promovem um controle mais efetivo de custos.

Além disso, o plano contribui para a disseminação de uma nova cultura de proatividade por parte dos funcionários. Do mesmo modo, também é essencial para preparar os executivos para aproveitar as oportunidades ou enfrentar situações de crise.

Entretanto, o plano potencializa as vantagens competitivas, como consequência, aumenta a competitividade, a produtividade e melhora o clima organizacional. A falta de um planejamento estratégico gera problemas grandes, muitas vezes imperceptíveis, mas que podem levar a empresa ao declínio.

Como fazer o planejamento estratégico de uma empresa

O planejamento estratégico de uma empresa permite que todas as decisões sejam tomadas pensando a curto, médio e longo prazo. Algumas motivações para a construção do planejamento estratégico são:

  • Expansão de mercado
  • Organização da tomada de decisão
  • Desconhecimento do próximo salto de negócio
  • Dificuldade de crescimento
  • Perda de mercado

Com os itens acima será possível criar um plano de ação adequado às necessidades da empresa e de acordo com os recursos disponíveis. Vamos ao passo a passo.

Analise o cenário atual da empresa

O primeiro passo para criar um planejamento estratégico de uma empresa é analisar o cenário atual, interna e externamente. Em suma, a análise externa vai identificar quais são as ameaças e oportunidades do negócio e como isso está refletindo internamente na empresa.

Por outro lado, a análise interna é a avaliação de todos os recursos da empresa, como financeiros, humanos, tecnológicos, etc. Neste caso, é importante verificar se estão sendo suficientes e bem empregados, com o objetivo de descobrir os pontos fortes e fracos existentes.

Existem algumas ferramentas que podem ser utilizadas para avaliar esse cenário:

  • Análise SWOT: também conhecida com Matriz SWOT ou Análise FOFA avalia a empresa olhando para suas forças e fraquezas e também levando em consideração os fatores internos e externos à organização.
  • Canvas Modelo de Negócio: é uma ferramenta que oferece uma visão holística e flexível da empresa. Por outro lado, potencializa a criação, a diferenciação e a inovação. A metodologia também facilita o acréscimo, remoção e realocação de ideias.
  • Mapa de empatia: trata-se de um recurso utilizado para desenhar o perfil do seu cliente ideal, com base nos sentimentos dele: o que pensa e sente, o que vê, o que fala e faz, o que ouve, quais suas dores e quais suas necessidades.
Equipe fazendo análise de cenário da empresa

Em síntese, é uma forma de ver situações sob perspectivas diferentes e entender as razões pelas quais os indivíduos agem de determinada forma, evitando embates desnecessários.

  • Análise 360°: a função dessa ferramenta é verificar se suas ideias são viáveis, por meio de todos os ângulos. Ou seja, avalia se o conceito criado é bom para o cliente, adequado para o mercado e se resultará em maior rentabilidade.
  • Cinco forças de Porter: tem a função de avaliar e determinar como a empresa deve se posicionar em relação à concorrência: rivalidade entre os concorrentes, poder de negociação dos clientes e dos fornecedores, ameaça de novos concorrentes e de substituição de produtos. 

Defina os objetivos estratégicos

Nesse passo vamos definir os objetivos estratégicos que sua empresa deve alcançar. Ao traçar as metas e prazos você consegue reduzir custos, falhas e retrabalho. Sobretudo, eles devem estar diretamente relacionados à missão e à visão da empresa e nortearão a definição dos demais objetivos: táticos e operacionais.

Entretanto, é indispensável estabelecer objetivos e metas inteligentes. Eles também devem seguir alguns critérios, devem ser:

  • Específicos;
  • Mensuráveis;
  • Alcançáveis;
  • Relevantes;
  • Com prazo bem definido.

Aliás, é importante entender que existem diferenças entre objetivos e metas. Os objetivos são resultados maiores e em longo prazo. Por outro lado, as metas são conquistas com prazos mais curtos, e serve como uma guia para atingir os objetivos maiores.

Além disso, é fundamental distribuir metas para os colaboradores para que eles tenham ciência e visibilidade sobre o que é de sua responsabilidade e qual o seu papel para a empresa executar o planejamento estratégico.

Escolha os indicadores de sucesso

Monitorar os resultados é uma forma de obter sucesso. Isso porque, tudo o que é mensurado, pode ser analisado e reestruturado a tempo. Por isso, é importante estabelecer ferramentas que serão usadas para fazer esse monitoramento, bem como alinhar os profissionais que estarão envolvidos nessa área.

Para fazer o monitoramento, é fundamental ter indicadores-chave de desempenho, os KPIS. Entretanto, existem vários números que compõem uma métrica, como lucratividade, rentabilidade, competitividade, qualidade, entre outros.

Essas medidas garantem maior eficiência nos processos e proporcionam maior segurança na tomada de decisões dos gestores. Enfim, confira alguns exemplos de indicadores-chave de desempenho que podem ser utilizados:

  • Retorno sobre investimento (ROI)
  • Nível de satisfação dos clientes (NPS)
  • Índice de absenteísmo
  • Evasão de clientes (Churn)
  • Índice de lucratividade
  • Tempo de vida útil do cliente (LTV)

Definir quais  KPIs são mais relevantes que o outro para o seu negócio é fundamental para garantir que os dados vão apontar o que você necessita.

Eles podem ser divididos em indicadores de resultados estratégicos e de qualidade. Entretanto, você também pode criar um cronograma para avaliar o andamento dos planos que estão sendo executados.

Desenhe os processos internos

Fazer o mapeamento dos processos internos é fundamental para padronizar o trabalho e identificar oportunidades de melhorias nos processos de negócio de uma empresa. Aliás, trata-se da definição da sequência lógica das atividades que compõem um processo e interagem com o fluxo de trabalho.

Profissional desenhando os processos internos de uma empresa

Os fluxos de atividade realizados por uma empresa são compostos por comportamentos e ações que podem ser desempenhados por colaboradores ou equipamentos a fim de alcançar os resultados esperados. Nesta etapa é possível entender quais são os impactos em área funcionais e quais são os ajustes necessários para ter mais agilidade.

Estruture os projetos e tarefas

Quando o planejamento estratégico de uma empresa é criado, são definidos alguns objetivos e ações para que eles sejam alcançados. No decorrer da execução, é bastante comum ocorrerem atrasos na entrega de tarefas. Contudo, é muito importante que o gestor e seus colaboradores possuam controle do tempo gasto em cada etapa.

Por isso, é necessário criar projetos e tarefas para executar todas as ações. Existem ferramentas que podem ajudar as fazer essa estruturação de forma simples e organizada. Sobretudo, criar um cronograma e utilizar técnicas complementares para a sistematização das atividades faz toda a diferença e facilita as tarefas.

→ Quer saber como criar um planejamento estratégico de sucesso? Baixe agora mesmo nosso e-book gratuito Planejamento Estratégico em 40 horas!

Como executar com excelência

De nada adianta seguir todos os passos anteriores, criar o planejamento estratégico para uma empresa com tudo o que tem direito e deixá-lo somente no papel. Muitos gestores pecam quando chega a hora de implementar o plano.

Acompanhe as ações para otimização das estratégias

O segredo para executar o planejamento é monitorar constantemente todas as estratégias, utilizando os indicadores de performance que foram definidos anteriormente. Aliás, é muito importante ter sempre o histórico de todos os resultados obtidos, garantindo uma visão ampla. Dessa forma, novas estratégias podem ser subsidiadas.

Caso o plano seja de longo prazo, você pode dividir em pequenos blocos e fazer essa análise em períodos menores. Observe a ocorrência de falhas e identifique as razões. Muitos erros são corrigidos rapidamente, com a orientação adequada.

Seja um líder engajado

Uma das maiores causas do fracasso do planejamento estratégico de uma empresa é a falta de engajamento dos gestores e colaboradores envolvidos nos processos. A liderança é a peça chave de qualquer organização e o líder deve estar sempre envolvido nas realizações da equipe.

Por outro lado, se o gestor não está engajado e envolvido diretamente na execução, desde a análise de cenários até o processo de controle de metas e ações. Aliás, se o líder não assumir o seu verdadeiro papel e estabelecer uma liderança estratégica na companhia, ele perde seu caráter resolutivo e passa a ser o próprio problema.

Mantenha as informações organizadas

O planejamento estratégico de uma empresa exige esforço coletivo, por isso é fundamental que todos estejam na mesma página. Entretanto, as informações devem estar sempre organizadas e alinhadas com todos os envolvidos.

Certamente, todos precisam ter acesso às mesmas informações e possuir uma visão comum do negócio. O segredo para isso funcionar é criar os pontos de conexão que mostrem as convergências e façam com que ideias diferentes se encaixem.

Em síntese, sem esforços organizados e sintonizados, a organização provavelmente não alcançará a estratégia.

Análise dos resultados de uma empresa

Utilize um software de planejamento estratégico

Uma das melhores formas de alcançar os objetivos é utilizar a tecnologia a seu favor. Contudo, com a ajuda de um software de planejamento estratégico, é possível aumentar a organização e melhorar o planejamento de qualquer companhia.

O Scopi é um excelente aliado ao gerenciar projetos e indicadores estratégicos em tempo real, além de ser abrangente e completo ao observar todo o ciclo dos processos de gestão estratégica. Sobretudo, o software permite analisar o desempenho de cada objetivo e avaliar a produtividade geral da equipe de trabalho.

Além disso, a ferramenta integra num só lugar: 

  • Análise de cenários;
  • Objetivos estratégicos;
  • Desdobramento de metas;
  • Gestão de projetos;
  • Processos e tarefas.  

Dessa forma, ficará ainda mais fácil acompanhar o crescimento do seu negócio e a execução do planejamento estratégico.

Com este artigo, conseguimos perceber nitidamente a importância de um planejamento estratégico para uma empresa. Certamente, quando ele é alinhado com a missão e a visão da empresa e envolve os todos os profissionais, as chances de sucesso são muito maiores.

Além disso, ter certos cuidados na hora de executar é fundamental para que todas as etapas sejam seguidas, os processos estejam bem alinhados e os resultados sejam mensurados e acompanhados a tempo de tomar decisões assertivas. Aproveite e acesse o nosso Guia Completo do Planejamento Estratégico e comece a elaborar hoje mesmo o da sua empresa.