por onde começar uma reestruturação empresarial

Reestruturação empresarial: por onde começar?

Todo negócio é suscetível a passar por cenários difíceis como crises financeiras, períodos de baixa performance dos colaboradores e quedas nos índices de vendas, por exemplo. Em momentos de dificuldade, é imprescindível entender o que está errado. 

Nesse sentido, uma reestruturação empresarial pode apontar soluções para os aspectos que afetam a produtividade.

Preparamos este conteúdo para que você saiba como organizar os setores de uma empresa e possa melhorar seus resultados. Sendo assim, você lerá sobre: 

  • O que é reestruturação empresarial;
  • Qual a melhor hora para realizá-la; 
  • Como funciona a reestruturação empresarial na prática. 

Continue acompanhando a leitura para conferir!

O que é reestruturação empresarial e qual a melhor hora para fazê-la?

Em resumo, quando falamos em reestruturação empresarial é porque a organização chegou em um momento em que é necessário reavaliar seu desenvolvimento. Além dos rumos que está tomando e seu desempenho como um todo.

Logo após, é muito comum que essa necessidade apareça quando os gestores percebem que a empresa não tem mais o mesmo nível de produtividade de antes.

definir novos objetivos

Dessa forma, para evitar situações alarmantes no futuro, uma série de mudança estruturais imediatas devem ser realizadas. Dito isso, tudo que diz respeito à estrutura do negócio passará por uma reavaliação, como:

  • Suas políticas organizacionais;
  • A performance dos profissionais;
  • Práticas internas e externas;
  • O planejamento estratégico;
  • Seu posicionamento;
  • Reconhecimento no mercado.

Entre muitos outros elementos.

Ou seja, todas essas medidas serão indispensáveis para determinar: 

  • Em qual cenário a empresa se encontra;
  • Quais são os novos objetivos a serem alcançados;
  • Quais medidas devem ser adotadas para isso. 

Ademais, para alcançar os efeitos esperados, o processo de reestruturação empresarial exige o envolvimento de todos os setores.

Como funciona a reestruturação empresarial na prática?

Em seguida, saiba como organizar os setores da empresa por meio de uma reestruturação empresarial.

Análise da estrutura atual

Em primeiro lugar, deve-se diagnosticar o estado em que a empresa se encontra no momento. Para que, em seguida, seja possível definir quais tipos de reestruturação você deseja implementar. Entre as variações de estruturas que podem ser reorganizadas, podemos citar:

  • Estratégica;
  • Financeira;
  • Mercadológica;
  • Geral;
  • Tecnológica;
  • Organizacional.

Existem ferramentas que proporcionam os indicadores necessários para tornar essa tarefa mais simples, como a matriz SWOT. Esta metodologia destaca os pontos fracos e fortes do negócio, utilizando métricas confiáveis sobre o comportamento da empresa no mercado em que ela atua.

Planejamento estratégico

A partir do momento que você pode contar com dados assertivos a respeito dos setores que devem ser reestruturados, é hora de iniciar o planejamento estratégico. Assim, todas as mudanças necessárias serão realizadas.

O software da Scopi, por exemplo, é o tipo de ferramenta que garante agilidade e segurança no processo. Graças aos benefícios da automação de tarefas e à integração de dados! 

Reorganização de equipes e líderes

Posteriormente, com base no plano de ação obtido por meio das informações levantadas até esta etapa do processo, torna-se possível analisar a performance dos colaboradores em relação às funções que lhes foram designadas. Ou seja: os gestores podem alocar os profissionais para as melhores vagas e rever as lideranças da empresa.

Treinamentos

Agora que as equipes estão definidas, é fundamental que elas recebam treinamentos e toda capacitação necessária para este novo momento da organização. Seja por meio de workshops, cursos profissionalizantes, eventos corporativos, etc.

equipes e líderes em treinamento

Definição de novos indicadores

Depois que a cultura organizacional foi reestruturada, os gestores podem definir novos indicadores de resultados que façam sentido com os planos de ação definidos.

Acompanhamento

Por fim, é importante realizar um acompanhamento constante dessa nova fase da empresa, para garantir que as metas e objetivos sejam atingidos.

Um bom sistema integrado, como o Scopi, proporciona uma visão ampla sobre os diversos setores que integram o negócio. Além de manter um histórico de ações da empresa e ajudar na análise de dados futuros.

Em conclusão, é importante destacar que a reestruturação empresarial gera uma série de benefícios, como: 

  • Melhoria na qualidade dos serviços oferecidos;
  • Redução de custos; 
  • Aumento na produtividade e no bem-estar dos colaboradores. 

Além disso, como você pode conferir, ela une diversas medidas importantes para garantir o crescimento da empresa em um panorama tão competitivo como o atual.

Gostou do nosso artigo sobre o que é reestruturação empresarial e por que ela é tão importante? Quer receber mais conteúdos informativos e dicas sobre gestão de negócios? Então, acompanhe o blog do Scopi para se manter por dentro das maiores novidades do mercado