Planejamento de produção e planejamento estratégico na indústria: entenda as diferenças

Quando falamos de planejamento para indústrias, é comum haver uma certa confusão entre planejamento estratégico e planejamento de produção. Mas afinal, quais são as diferenças entre eles? É isso que vamos responder neste artigo. 

De fato, existem muitas distinções entre os dois processos, principalmente no objetivo de cada um. Mas, conhecer bem cada um deles é a garantia de que sua indústria aproveite seus benefícios ao máximo, aplicando-os de maneira correta em sua operação. 

Continue a leitura para entender tudo sobre o tema! 

Conceituando planejamento estratégico 

O planejamento estratégico é um processo sistêmico que visa definir um plano de ações para alcançar objetivos específicos. Quando executado de forma correta, essas ações são devidamente alinhadas com questões como o modelo de negócio e a filosofia da empresa. 

Assim, o plano de ações desenhado tem como objetivo colocar a indústria no caminho certo para estar a cada dia mais próxima da sua missão e sua visão para o futuro, sempre trabalhando de acordo com seus valores. Para isso, é feito uma análise de cenário que irá ajudar a definir esses objetivos

Em seguida, os objetivos da empresa são desmembrados em projetos e processos para colocar tudo que foi planejamento em prática. São criados também indicadores-chave de performance para mensurar essas ações, fazer o acompanhamento do planejamento estratégico e garantir que tudo esteja sendo executado de forma correta a fim de alcançar os objetivos. 

Homens fazendo planejamento estratégico para indústrias

Vale ressaltar que este processo pode ser tanto aplicado de forma global, focando nos objetivos gerais de uma indústria, como também de forma mais tática, sendo aplicado em setores de forma individual, como em vendas ou marketing, por exemplo.

Só pra exemplificar, o planejamento estratégico pode auxiliar uma indústria a aumentar seu faturamento, melhorar seus processos produtivos ou abrir uma nova filial. Assim como pode ajudar o setor comercial a aumentar suas vendas, ou o time de marketing a lançar um novo produto. 

Além disso, os benefícios do planejamento estratégico para indústrias são inúmeros. Alguns deles são: 

  • Assertividade nas ações;
  • Maior produtividade;
  • Acompanhamento constante dos resultados;
  • Conhecimento das oportunidades do mercado;
  • Maior longevidade da negócio. 

Em resumo, o planejamento estratégico é uma forma de auxiliar as indústrias a atingirem seus objetivos de forma prática e eficiente, trazendo mais previsibilidade e assertividade para as ações. 

Entendendo o planejamento de produção 

O planejamento de produção é composto por uma série de atividades realizadas antes que o processo de produção ocorra de fato. Através dele, o controle e a produtividade da produção se tornam eficazes, pois o processo visa determinar toda a sequência produtiva, do cronograma ao despacho. 

Como resultado, seus impactos são muito positivos na gestão de qualidade das indústrias. Afinal, quando se tem controle e conhecimento total da cadeia produtiva, fica mais fácil identificar possíveis erros e propor melhorias, otimizando sempre os processos internos

Contudo, a grande importância do planejamento de produção está em atender à demanda, produzindo o suficiente para atender aos consumidores e o mercado de forma saudável e organizada, sem excessos ou insuficiências que venham a afetar o faturamento da indústria. 

Mulher analisando produção na indústria

Aliás, é provável que você você já tenha ouvido falar do planejamento de produção pelo nome PCP, que significa Planejamento e Controle de Produção. Algumas indústrias inclusive possuem um departamento exclusivo dedicado a entender como funcionam os processos produtivos, tendo em seu time desde profissionais do chão de fábrica, até vendas, marketing e diretores. 

Por certo, os benefícios do planejamento de produção também são muitos. Ele impacta em aspectos como: 

  • redução de custos: quanto mais controle, menos retrabalho e desperdícios acontecem, tornando a produção mais eficiente e lucrativa;
  • maior produtividade: quando se sabe quais atividades devem ser executadas, os esforços são direcionados ao que realmente importa;
  • aumento do faturamento: ao reduzir o custo de produção e aumentar a produtividade, o faturamento da indústria irá crescer de forma automática;
  • maior controle de estoque: o acompanhamento da produção ajuda a manter um estoque saudável, refletindo em melhores compras de matéria-prima, por exemplo;
  • melhora no relacionamento com os clientes: o controle da produção auxilia no aumento da qualidade do produto, assim como pode contribuir para uma baixa nos preços ou em entregas mais rápidas, entregando mais valor aos clientes. 

Agora que você já entendeu como funcionam os processos de planejamento estratégico e planejamento de produção, ficou claro como os dois são extremamente importantes para uma indústria, cada um à sua maneira. 

Enquanto o planejamento estratégico auxilia de forma global às empresas a alcançarem seus objetivos, o planejamento de produção otimiza os processos produtivos, ajudando a ter uma operação mais saudável. 

De qualquer forma, um processo não anula o outro e ambos devem ser utilizados pelas indústrias que querem se manter no mercado e alcançar os melhores resultados de forma estratégica e inteligente.